quinta-feira, 2 de março de 2017

Pedra na vesícula: Minha cirurgia

Olá!
No ultimo dia 27 de fevereiro passei por uma cirurgia para a retirada da minha vesícula. Uma cirurgia simples, mas que requer alguns cuidados. 
Resolvi dividir com vocês minha experiência sobre isso pois essa cirurgia é algo que acontece com muita frequência, e acredito que esse post vai ajudar alguém que está passando por esse mesmo problema!
O que é a vesícula biliar?
A vesícula é um pequeno órgão que fica grudadinho com o fígado.
Ela serve para armazenar a bile, substância produzida no fígado que nos ajuda a digerir a gordura.
Funciona mais ou menos assim: O fígado fabrica a bile e manda para a vesícula, que deixa a bile guardadinha lá. Quando nós comemos alguma gordura, a vesícula libera uma quantidade de bile suficiente para ajudar a digerir aquela gordura.
A formação da pedra na vesícula
A bile, substância responsável por digerir a gordura que nós nos alimentamos, é formada por várias substâncias que tem que estar em equilíbrio sempre, para que a bile fique sempre bonitinha lá dentro da vesícula.
Mas por algum motivo, a bile começa a perder esse equilíbrio, podendo ser formada por mais ou menos substâncias do que outras. E esse aumento de substâncias como sais de cálcio e colesterol causam os cálculos biliares, conhecidos popularmente como pedra na vesícula.

O ganho rápido de peso pode também ser um dos causadores para que os cálculos apareças, um exemplo é a gravidez. 
Quais os sintomas?
Geralmente a dor começa no estômago e vai irradiando para as costas ou caixa torácica, mas cada pessoa pode relatar uma dor diferente.
Eu sentia exatamente isso: uma dor fortíssima de estômago que ia para as costas. Graças a Deus eu descobri a doença logo e só tive uma crise forte, e posso dizer que foi a pior dor que tive na minha vida.
Dizem que a cólica renal e cólica de vesícula são parecidas com a dores do parto. Como nunca tive dor no parto não posso comparar, mas que doeu, doeu viu. 
Como diagnosticar?
Um simples ultrassom de abdome superior pedido pelo médico consegue mostrar suas pedrinhas, simples e rápido.

No meu caso apareceram 2 só que o vidro que recebi veio cheio kkkk.
Então o tratamento é igual ao de rim, é só tirar as pedras e pronto?
Aí é que está, não é assim! Depois que acontece esse desequilíbrio de bile e formação de pedras, dificilmente ela volta ao normal. Então não adianta tirar as pedras, pois as chances delas voltarem depois é bem grande!
Nesses casos, os médicos sempre indicam retirar a vesícula toda!
Caramba! E dá pra viver sem vesícula?
Sim! Como o fígado é o responsável pela fabricação da bile, não tem problema nenhum ficar sem a vesícula, que nada mais é que um lugar de armazenamento apenas.
Muita gente se assusta, mas não tem porque ter medo. A vesícula, assim como o apêndice, é um órgão que podemos viver normalmente sem!
E a cirurgia, como é feita?
A cirurgia é super simples, é feita através de vídeolaparoscopia. É aquele tipo de cirurgia que o médico faz alguns furinhos e insere uma câmera, algumas cânulas, e faz tudo através do vídeo.
A anestesia é geral e a internação é de apenas 24 horas, ou seja, você vai em um dia e volta no outro.
A minha cirurgia foi super simples.  Logo que descobri já comecei a correr com a documentação e no total de 4 meses estava operando. 
Tudo ocorreu normalmente e o pós operatório só é meio chatinho porque a barriga fica doendo, já que o médico “mexe tudo” lá dentro!
Os primeiros dias são mais chatinhos, já não sinto tanta dor, já consigo fazer muita coisa só não posso carregar peso e abusar de esforços, pois ainda estou com os pontos e tirarei somente 14 dias após a cirurgia.
Levei no total 6 pontos em 4 furos.
Hoje faz 3 dias e tudo está ocorrendo como esperado.

Quais os cuidados depois da cirurgia?
Nos primeiros 30 dias meu médico pediu para evitar comer frituras,comidas gordurosas, e coisas ácidas. De resto tá tudo liberado!!!!
Achei legal, porque antes eu tinha pesquisado na internet e tinha lido umas dietas pós-colecistectomia (o nome da cirurgia de vesícula é esse: colecistectomia) e na maioria delas não podia comer quase nada! Era tudo desnatado, light, sem tempero, afffff
É isso pessoal...

Qualquer dúvida coloquem aqui no comentário e sempre PROCURE UM MEDICO.

Espero ter ajudado um pouquinho quem fará a cirurgia.

Bjs

Cah


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ski Montain Park - Adoramos

Localizado na Estância Turística de São Roque, a apenas 54 km da cidade de São Paulo, o Ski Mountain Park tem fácil acesso pelas Rodovias C...