quarta-feira, 6 de julho de 2016

Oficina de tinta orgânica, vamos fazer?

Olá, vamos pra mais uma dica pra fazer com os filhotes nas férias?
Toda criança saudável fica super feliz quando é inserida no mundo das cores. Um gramado verde, o céu azul, um vestido ou um brinquedo super colorido. É uma alegria vê-los perceber que cor é vida. Seu filho ou seus alunos tem uma cor favorita? Você já os questionou sobre isso? Como os estimula a brincar com cores?
O uso de tintas vegetais são sustentáveis, educativas e…diversão em dobro: fazer as tintas é tão divertido como usá-las para dar vida ao impulso criativo.
tinta com vegetais
Sustentabilidade não tem que ser um assunto sério. Aprenda a fazer tintas vegetais e eduque brincando
Receita super simples para fazer em casa
Material
Beterraba – Cenoura – Espinafre – Liquidificador – Água
Modo de Fazer
Bater no liquidificador, com água, beterraba (para a cor vermelha), cenoura (para a cor amarela) e espinafre (para a cor verde).
Espremer o líquido de cada um em um pano e depois coar. Guardar as tintas em vidros e tampar bem.
Podemos extrair cores de várias partes das plantas: raiz, caule, folhas, flores e sementes. Sendo que as cores extraídas das raízes são escuras, as dos caules médias, e as cores das flores e folhas são luminosas mas difíceis de fixar.
São instáveis, mas obtemos lindas cores de flores e frutos. As pinturas feitas com tinta vegetais são frágeis e não podem ficar ao sol.
A liquidificadas devem ser descartadas após o uso ou guardada na geladeira por alguns dias. Já as tintas vegetais de infusão no álcool podem ser guardadas por tempo indeterminado.
Alguns exemplos:
– urucum em pó + álcool
– beterraba + álcool
– cenoura + álcool
– amora + água
– folhas verdes + água
– semente de urucum + água
As tintas feitas com terra ou argila não perdem a cor, nem mesmo sob sol forte e não apresentam problemas de conservação.
Necessita de cuidado e paciência a extração do pigmento, apesar de ser um processo simples e fácil.
A extração por peneira consiste em peneirar a amostra coletada até obter um pó fino. Este pó é o pigmento.
1 – separe toda sujeira.
2 – peneire na peneira de malha grossa.
3 – peneire novamente em outra peneira de malha mais fina.
4 – repita o processo em outra peneira mais fina.
5 – guarde o pó obtido em um vidro.
Seu pigmento esta pronto para virar tinta.
Quando formos coletar materiais, não devemos esquecer de preservar a natureza, coletando material que já esteja caído no chão. Se for necessário colher plantas vivas, devemos tomar cuidado de não retirar muitas plantas do mesmo local, porque alteramos o meio-ambiente.
Cuidado: existem plantas tóxicas como espirradeira e comigo-ninguém-pode, se não conhecer a planta, deixe-a na natureza.
Agora que você já tem sua tinta ecológica, porque não aprende a fazer carimbo com rolhas para sair estampando tudo por aí?
Vamos explorar a criatividade?
Beijos 
Cah Teixeira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ski Montain Park - Adoramos

Localizado na Estância Turística de São Roque, a apenas 54 km da cidade de São Paulo, o Ski Mountain Park tem fácil acesso pelas Rodovias C...